Audiências fortalecem diálogo entre Prefeitura de Curitiba e juventude

Cerca de 450 estudantes participaram nesta quinta-feira (29), no Colégio Estadual Desembargador Guilherme de Albuquerque Maranhão, no bairro Tatuquara, da terceira Audiência Jovem. Desde a primeira edição, em agosto, mais de 950 jovens de 15 a 29 anos puderam apresentar suas demandas, projetos e sugestões para a construção e execução de políticas públicas.

“A participação e o diálogo constante com o jovem é fundamental para ajudar a Prefeitura no desenvolvimento de programas que efetivamente atendam os anseios desse segmento, que tem se mostrado cada vez mais interessado em contribuir para melhorar suas comunidades”, disse o secretário municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj), Marcello Richa.

Antes do início de cada audiência, são realizadas apresentações culturais com o grupo Santa Rima e palestras com atletas profissionais, que contam um pouco de sua história com o objetivo de estimular o protagonismo juvenil. Durante a Audiência Jovem no Tatuquara o convidado foi o paratleta olímpico de tênis de mesa Claudiomiro Segatto, que destacou a importância do comprometimento e estabelecimento de metas.

“Muitas vezes as coisas parecem distantes quando somos jovens e acabamos desistindo de alguns sonhos por causa disso. Ao contar minha história, espero incentivar os estudantes a superar barreiras e desafios para alcançar seus objetivos”, afirmou Claudiomiro Segatto.

Diálogo

A Audiência Jovem foi marcada por questionamentos sobre políticas de esporte, segurança, mercado de trabalho e capacitação profissional. Foram destacadas ações promovidas pela Prefeitura, como cursos descentralizados dos Liceus de Ofícios e Viva Jovem; atividades esportivas da Smelj; apresentações culturais do programa Talento Jovem e informações sobre o ID Jovem, que permite acesso a meia-entrada em eventos e reserva duas vagas gratuitas e duas com desconto nos veículos do sistema de transporte coletivo interestadual.

A estudante Caroline Yasmin, de 16 anos, ressaltou que a juventude precisa participar cada vez mais das políticas públicas municipais. “Às vezes é difícil a informação chegar até os jovens, por isso gostei da ideia das Audiências. É um espaço para que a gente apresente nossas críticas e conheça programas que são do nosso interesse.”

“É importante poder tirar dúvidas e conversar sobre programas que podem nos ajudar a se preparar para o futuro”, destacou o estudante Lucas Gonçalves, de 16 anos, que realizou questionamento sobre cursos gratuitos de capacitação profissional ofertados pela Prefeitura.

A próxima edição da Audiência Jovem será realizada no dia 10/10, na regional Cajuru.






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *