Fusaro defende união da tecnologia e aprendizado para debater problema da dependência química

O empresário Jeferson Fusaro defendeu nesta terça-feira, 25, a aplicação de recursos digitais de aprendizagem nas escolas e nas organizações para aprofundar o debate sobre o problema da drogadição.

Voluntário há mais de 15 anos na área de atendimento à questão da dependência química no Paraná, Fusaro aposta na relação entre tecnologia e escola para identificar soluções e alternativas ao tema.

“O uso adequado das tecnologias no mundo moderno pode impactar o pensamento, promover verdadeiras reflexões e trazer esclarecimento público sobre temas delicados como este (dependência química) ”, disse.

Fusaro citou a plataforma “Google for Education”, criada há oito anos, como exemplo de uso eficiente das tecnologias para incentivar a interatividade nas escolas e organizações, entre alunos e professores.

“O Google for Education foi criado, conforme mencionou o diretor da empresa, Rodrigo Pimentel, porque os próprios professores procuraram a empresa com perguntas do tipo: o que eu faço com este aluno que já chega com a resposta pronta?”, disse.

Para Fusaro, a missão das novas plataformas neste momento é justamente organizar as informações do mundo, torna-las acessíveis e aproximar o contato entre os públicos de forma assertiva, sem grandes conflitos de linguagem.

“É o modo mais eficiente de dialogar com os diferentes públicos, acessar pensamentos diversos e trazer, desde a base para formação da personalidade das pessoas, a reflexão mais profunda sobre o problema da drogadição”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *