Greca deve recorrer ao STF para terceirizar gestão das UPAs

O prefeito Rafael Greca disse, em entrevista à Rádio CBN, que pretende recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) para derrubar a liminar que impede o município de terceirizar a gestão das UPAs, em Curitiba, ao estabelecer o funcionamento das Organizações Sociais (OSs).

“Eu vou até o Supremo pelo direito de servir Curitiba e os curitibanos. Essa gente (promotores) não pode governar. Eles têm que concorrer na eleição se quiserem governar. Que venham me desafiar na eleição”, destacou.

Greca disse ainda que cada UPA terceirizada custará R$ 800 mil a menos por mês para manutenção do município. Neste cálculo, de acordo com Greca, a prefeitura economizaria R$ 8 milhões ao mês, ou quase R$ 100 milhões por ano, ao transferir a gestão de dez unidades na cidade.

“Ela (promotora) que me prenda se eu estiver errado. Mas por enquanto me deixe governar. O poder Judiciário é para corrigir desvios, mas antes de as coisas acontecerem eles não podem se meter”, disse;