Greca formaliza oito acordos internacionais ao adotar estratégia diplomática e comercial

Parana Divulga Sem categoria

O prefeito Rafael Greca retomou, desde o início do mandato, o diálogo diplomático e comercial com representantes de várias nações. Da China aos Estados Unidos, Greca mantém conversas, organiza reuniões e eventos considerados estratégicos para inserir a capital paranaense na agenda global das relações políticas e econômicas.  
“Todo este movimento de internacionalização abre as portas para a expansão de novas parcerias comerciais e oportunidades de negócios, além de resgatar o protagonismo internacional de Curitiba”, disse Greca.
As ações, em dez meses, resultaram em oito novos acordos internacionais. “Recebi, ainda, 81 delegações e comitivas internacionais. Foram também promovidos encontros e congressos, bem como ações para estreitar as relações comerciais”, destacou.
Neste movimento, Greca também estreitou o contato com os consulados da capital. “Garanti o apoio dos consulados ao Natal de Curitiba, reforçando a identidade cosmopolita e multiétnica de Curitiba”, disse.
Parcerias e protocolos –Greca também retomou a parceria com a Agência Brasileira de Cooperação do Itamaraty e assinou o protocolo de intenções com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). “Estabelecemos ainda o Termo de Entendimento Suécia e Brasil – Agricultura Urbana; o Protocolo de Intenções Finlândia; o Protocolo de Intenções Columbus e o Protocolo de Intenções Orlando”, disse.
Turismo – Na área do turismo, Curitiba promoveu os eventos Orlando Week: Turismo e o Climate and Clean Air Coalition: Workshop e Consultoria. “Também realizamos um importante café da manhã com a Câmara de Comércio dos EUA – AMCHAM”, disse.
Cultura – No setor cultural, foi inaugurado, no Centro Cívico, a Praça da China e a instalação da estátua do filósofo e pensador chinês, Confúcio, feita pelo artista Wu Weishan. “A praça é uma homenagem aos nossos parceiros e remete à Bienal de Curitiba 2017, que homenageia, este ano, a China”, disse Greca.

Visitas internacionais –Em dez meses, a cidade recebeu ainda a visita de delegações de diversos países e continentes, entre eles, Japão, Qatar, Estados Unidos, Israel, Colômbia, Paraguai, Mongólia, Ucrânia, Finlândia e Itália. Foram promovidas também visitas técnicas à Secretaria Municipal do Meio Ambiente, ao IPPUC, Vale do Pinhão e outros órgãos da Prefeitura de Curitiba.
Novos acordos – Ainda neste ano, Greca deve assinar o protocolo de intenções com a Agência Brasileira de Cooperação e o acordo de cooperação entre instituições holandesas, cidades da Europa e da América Latina. “Com o Japão, vamos firmar parceria com a agência Jica, para o desenvolvimento de novas tecnologias para geração de energia”, destacou Greca.
Outro projeto interessante, desenvolvido pelo município, será a gestão integrada de resíduos sólidos urbanos. Esta semana, em Brasília, reunião para a captação de R$ 99 milhões para conclusão das obras da Linha Verde, em Curitiba, Greca estve com embaixadores de vários países do Oriente Médio.
Oriente Médio – Greca debateu também, em Brasília, oportunidades de negócio entre Curitiba e as nações árabes. “Encontros como este são importantes para discutir novas possibilidades de negócio já que os países árabes compõem um importante mercado para os produtos paranaenses”, disse.
Na mesma semana, o secretário municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento, Vitor Puppi, recebeu convite da Universidade de Harvard para palestrar sobre os certificados de adicional de potencial construtivo da Linha Verde.

Também nesta semana, Curitiba recebeu o melhor índice de avaliação entre os municípios paranaenses na aplicação dos recursos públicos desde o começo do ano. A capital paranaense alcançou 0,77 pontos no Índice de Efetividade de Gestão Municipal (IEGM), aplicado TCE-PR.