Grupo vai investir US$ 200 milhões no Paraná

Em parceria com multinacionais da Alemanha e da China, a empresa brasileira FAAD Planejamento e Investimento vai investir US$ 200 milhões na produção de usinas de energia fotovoltaica (energia solar) no município de Palmeira, na região dos Campos Gerais. O assunto foi discutido nesta terça-feira (23) pelo Chefe da Casa Civil Valdir Rossoni, diretores da Copel e representantes da FAAD, CED Prometheus e da chinesa Poly Tecnology, que está entre as maiores do mundo na produção de energia através de painéis solares.

Durante o encontro, foram debatidas possíveis parcerias tecnológicas entre o consórcio e a Copel e incentivos fiscais oferecidos pelo Estado para a instalação de novas indústrias, através do programa Paraná Competitivo.

“É um investimento significativo neste momento crise nacional e que interessa muito ao governo porque se trata de produção de energia limpa e renovável. E também porque vai contribuir com o desenvolvimento da cidade de Palmeira”, explicou Rossoni.

Energia – Segundo Fernando Augusto Filho, diretor da FAAD, a proposta é instalar, nos próximos três anos, 200 usinas de energia solar com capacidade de até 1 megaw

atts de pico. A Agencia Nacional de Energia Elétrica (Aneel) permite que elas tenham potência de até 5 megawatts de pico.


A meta é atender empresas brasileiras em busca de economia ou de autossuficiência energética e ainda pessoas físicas através de cooperativas. “Um megawatts abastece até 920 residências. Então será possível atender empresas e também condomínios de apartamentos através de associações. Quem consumir até essa potência, não paga conta de energia. E quem não consumir, terá créditos com a Copel”, explicou.

Augusto Filho explica que a FAAD já conta com instalações em Palmeira e que a ideia é iniciar a ampliação assim que as licenças ambientais estiverem liberadas. “A construção começa agora e a produção em seis meses”, disse.

Também participaram do encontro o diretor executivo e a gerente geral da CED Prometheus, Jacques de Voes e Flora Wei, respectivamente. Eles representam a Poly Tecnology no Brasil.

Arrecadação – o prefeito de Palmeira, Edir Havrechaki, explicou que a instalação da FAAD ocorreu há três anos. E que a ideia agora é ampliar o parque industrial, que contará com aproximadamente 50 alqueires de área total.

“Será muito importante para o aumento de impostos através do ISS e na geração de postos de trabalho qualificados na cidade. Estamos muito satisfeitos com todo apoio que recebemos do chefe da Casa Civil e do governador Beto Richa”, garantiu.