Julgamento de Reni Pereira deverá ocorrer no segundo semestre deste ano

Parana Divulga Foz do Iguaçu, Oeste

Denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) no bojo da “Operação Pecúlio” em duas ações criminais, sendo a primeira ajuizada em setembro de 2016 e a outra em fevereiro de 2017, o julgamento do ex-prefeito Reni Pereira (PSB) deverá ocorrer a partir do segundo semestre deste ano. A estimativa foi apontada ao jornal Gazeta Diário pelo advogado Vitor Augusto Sprada, um dos defensores que acompanha o político perante a 3ª Vara Federal de Foz do Iguaçu.

De acordo com o advogado, atualmente a instrução do processo se encontra em fase de oitiva de algumas testemunhas e diligências. “Aguardamos o depoimento de testemunhas indicadas por defesas que não foram arroladas pelo ex-prefeito e também a conclusão de diligências que ainda se encontram pendentes. Isso tudo deve ocorrer neste primeiro semestre, em seguida, será aberto prazo para diligências finais e alegações finais”, pontuou o defensor. Somente após a realização destes trâmites é que o ex-prefeito acusado de chefiar uma quadrilha criminosa instalada na Prefeitura de Foz sob sua gestão será levado ao banco dos réus.

Com informações do Gazeta Diário