Mansur e Richa Filho anunciam consulta técnica para ramal da Ferroeste em Foz

Em reunião com a diretoria da Acifi, o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, e o coordenador regional da Casa Civil no oeste do Paraná, Phelipe Mansur, anunciaram, nesta sexta-feira, 15, que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou a liberação da consulta e do estudo técnico para trazer um ramal da Ferroeste para Foz do Iguaçu.

A extensão deve aproveitar a estrutura e os investimentos da obra da ferrovia Paranaguá-Dourados (no Matro Grossso do Sul), que deverá ser executada no próximo ano.  “Tivemos o parecer (da ANTT) positivo, liberando que se iniciem estudos para o projeto da rampa da Ferroeste para Foz do Iguaçu, neste empreendimento fundamental para o desenvolvimento da nossa região, para impulsionar a economia, promover emprego e geração de renda”, analisou Phelipe Mansur, no encontro na Acifi.

Desenvolvimento – “Com essa iniciativa, damos uma resposta para a necessidade de desenvolvimento da cidade. Foz tem uma clara vocação para ser o centro logístico do Mercosul, e com essa notícia, damos mais um passo para isso acontecer, pois sem uma solução logística consistente, Foz não tem condições de se industrializar”, completou Mansur.

Para Phelipe Mansur, seria inaceitável a execução da obra de ramal ferroviário entre Paranaguá-Dourados, sem a inclusão de Foz do Iguaçu. “Isso nos fez pensar (eu e o Richa) sobre esta questão para trazermos este importante empreendimento para o desenvolvimento de Foz e região”, disse.

E completou Mansur: “Foz iria ficar de fora desse investimento de pelo menos R$ 10 bilhões, e que será o principal eixo logístico do estado. Não podemos ficar de fora disso. Se ficarmos de fora, o desenvolvimento do Paraná irá ocorrer longe daqui”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *