Obras de asfalto avançam em mais 53 ruas de Curitiba

Parana Divulga Sem categoria

Com a situação financeira equilibrada, a Prefeitura de Curitiba está intensificando as obras de infraestrutura pela cidade. Desde o começo do ano, foram iniciadas obras de recape e pavimentação em 53 importantes ruas. São 32 vias atendidas com a reciclagem e fresagem e outras 21 com implantação de pavimento. O investimento é de R$ 18 milhões na recuperação de 26,6 quilômetros de via.

O trabalho é coordenado e fiscalizado pela Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura. “Além da aprovação do ajuste fiscal, o bom desempenho na retomada destas obras só foi possível com a reativação da Usina de Asfalto Norte. Com isso, seguindo orientação do prefeito Rafael Greca, estamos aos poucos retomando a qualidade do asfalto e dos serviços públicos oferecidos aos curitibanos”, afirmou Eduardo Pimentel, vice-prefeito e secretário municipal de Obras Públicas.

A Usina de Asfalto Norte é da Prefeitura de Curitiba e permite a economia de até 30% no custo com produção de massa asfáltica. Uma importante obra feita com massa da usina é o recape da Rua Mateus Leme, iniciada em setembro.

A previsão da Prefeitura é iniciar em dois meses as obras do convênio de R$ 30 milhões assinado com o Estado para reciclagem do asfalto de mais 34,5 quilômetros de 61 ruas da capital. O recurso da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística será transferido para Curitiba a fundo perdido.

Mais R$ 35 milhões para fresagem e asfalto de outras 60 ruas estão em negociação, um financiamento da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano.

Grandes obras

Além das 53 ruas já recuperadas e pavimentadas, Eduardo Pimentel explica que estão em execução grandes obras que vão melhorar a qualidade do asfalto em diversos bairros de Curitiba.

São mais de 20 quilômetros de asfalto recuperados com as grandes obras, como Linha Verde, alças da Ceasa, marginal da BR-277, Rua Raul Pompeia e Avenida Manoel Ribas. “Grande parte estava parada ou em ritmo lento no início do ano. Com gestão e o ajuste fiscal, conseguimos em nove meses retomar importantes obras. Um compromisso claro da nossa administração em acelerar a entrega das obras e gerir com responsabilidade os recursos públicos”, afirmou Eduardo Pimentel.