Paraná antecipa Dia do Idoso em Curitiba

Lançamento de campanha de rádio e televisão, edição simplificada do Estatuto do Idoso e palestra com o geriatra Marcos Cabrera marcam o Dia do Idoso (1º/10) em Curitiba. O evento desta sexta-feira (29), a partir das 13h30, será no no Canal da Música, e tem como ponto comum em todas as atividades a garantia de direitos e a valorização das pessoas com mais de 60 anos.

O Seminário de Valorização da Pessoa Idosa é promovido Secretaria da Família e Desenvolvimento Social em parceria a Paraná Previdência, o Conselho Estadual dos Direitos do Idoso (Cedi), a Fundação de Ação Social (FAS) e Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Curitiba (CMDPI).

“Viver mais é uma benção. Temos condições de contribuir de forma significativa, também na maturidade. A experiência que adquirimos pode ser muito valiosa para a sociedade como um todo”, afirmou a secretária da Família de Desenvolvimento Social, Fernanda Richa.
A campanha apresentada no evento será veiculada em televisão aberta e rádios de todo o Paraná a partir de 1.º de outubro. O ponto central é a valorização da experiência de vida de quem já presenciou grandes acontecimentos da história da humanidade. O objetivo é sensibilizar a população para a contribuição valiosa que pode ser compartilhada pela pessoa idosa com as outras gerações.

O geriatra Marcos Cabrera conhecido por suas abordagens esclarecedoras em programas de televisão será outra atração do seminário. O médico tem forte atuação na área de bem-estar da pessoa idosa vai tratar sobre temas polêmicos. Entre eles sexo, cuidado para evitar a dependência emocional, o aumento da autoestima e o combate à depressão. A ideia é incentivar a viver com plenitude, principalmente após a aposentadoria.

O Estatuto do Idoso foi criado há 14 anos e é instrumento fundamental para definir direitos da população acima de 60 anos. A cartilha “Conhecendo os direitos da pessoa idosa” traz a legislação simplificada e comentada e foi editada pela Secretaria da Família. Em linguagem direta traz os direitos e informações práticas para o dia a dia. Também exemplifica crimes comuns e a quem recorrer em caso de violência ou violação de direitos.

foto: Rogério Machado/ANPr