Paraná lança campanha de erracadição do trabalho infantil

Parana Divulga Paraná

A Secretaria da Família e Desenvolvimento Social lança nesta quinta-feira (16) campanha de esclarecimento, nas rádios e com calendarios de parede, para erradicar o trabalho infantil no Paraná focada principalmente na população do campo. Por ser predominantemente agrícola, o Paraná ainda apresenta situações de trabalho infantil no campo. Apesar de a taxa ser menor que em outros estados, o compromisso de fazer valer os direitos da criança e adolescentes motivou ações, lançadas nesta semana, para orientar, principalmente, quem vive da agricultura familiar.

O trabalho infantil em meio urbano é mais fácil de ser detectado e coibido, pela densidade populacional e pela facilidade de acesso dos conselhos tutelares. Porém, no ambiente rural, muitas vezes as obrigações laborais começam cedo demais, principalmente em atividades relacionadas à agricultura, pecuária e pesca.

“Boa parte das famílias não tem a percepção que estão expondo seus filhos a riscos e violando os direitos da criança, por questões culturais”, explica a secretária da pasta, Fernanda Richa.

No Paraná, entre 2005 e 2015, houve redução de 80% no número de crianças e adolescentes, de 5 a 14 anos, em trabalho infantil. Desde 2011 até o ano retrasado, a redução foi de 58% nas ocorrências dessa natureza. Os dados usados são de pesquisa nacional do IBGE.

“A Organização Internacional do Trabalho (OIT) anunciou, em 2015, que o Paraná estava próximo a erradicar o trabalho infantil na faixa etária de 5 a 9 anos. De acordo com a Pnad, em 2004, havia 17 mil crianças nessa situação e, em 2014, esse número baixou para mil”, explica Fernanda Richa.