Prefeitura faz mutirão de limpeza no Porto Meira

Parana Divulga Sem categoria

A Prefeitura de Foz do Iguaçu deu início nesta quarta-feira (13) a um mutirão de limpeza na região do Porto Meira. As ações envolvem cerca de 50 servidores de diversas secretarias, como Obras, Planejamento, Saúde (através do Centro de Controle de Zoonoses) e Meio Ambiente.

O mutirão resultou das reuniões do Comitê de Combate a Dengue, e foi definido na tarde de ontem (12) durante uma reunião entre o vice prefeito Nilton Bobato e moradores da região do Ouro Verde, prejudicados com as fortes chuvas da última segunda-feira (11). Hoje, os serviços se concentraram na Rua Águas Marinhas e Pitangueiras pela manhã, e seguirão pela avenida Morenitas, a tarde.

Os serviços incluem a limpeza do Arroio Ouro Verde, retirada de entulhos e lixo dos córregos, desobstrução de galerias e bocas de lobo. Caminhões da Prefeitura também estão recolhendo entulhos em diversas ruas do bairro e orientando a população sobre a importância do descarte correto dos entulhos, e os perigos causados pelo depósito irregular dos materiais.

O objetivo do governo municipal é melhorar o escoamento das águas das chuvas, a fim de minimizar os transtornos ocasionados aos moradores com os alagamentos. Enquanto isso, o projeto de drenagem da região do Porto Meira segue os trâmites para licitação.  De acordo com Bobato, os recursos para as obras  – na ordem de R$ 30 milhões – já foram aprovados pela Caixa Econômica.

“O Município já captou esse recurso para desenvolver o projeto de drenagem no Ouro Verde e no Jardim São Luiz. Toda a cidade está sendo mapeada através de uma parceria com a Universidade Federal do Paraná para acabar definitivamente com esses alagamentos. Nesse mês assinaremos o contrato com a Caixa, e até o final do ano esperamos que o problema esteja resolvido”, afirmou o vice prefeito.

Os recursos a serem obtidos na Caixa Econômica serão destinados aos serviços de drenagem e de controle de enchentes em trechos da bacia do Arroio Ouro Verde, no Porto Meira, além do Jardim Canadá, Vila Brás, e para a segunda etapa de obras do Jardim São Luiz.

Os projetos de drenagem incluem a recuperação das margens de rios, implantação de novas galerias de águas pluviais, obras complementares de asfaltamento e recomposição de pavimentos, com enfoque na preservação ambiental.