Rogério Bonato recebe título de cidadão honorário de Foz

O jornalista e publicitário Rogério Bonato recebeu na segunda-feira, 20, na Câmara de Vereadores, o título de cidadão honorário de Foz do Iguaçu.  “Quero dividir esse título com todos que participaram da trajetória, fazer jornal é uma missão difícil, mas necessária”, disse. 

“A gente não pode ter medo de fazer as coisas na vida, precisamos dos desafios e dividimos tudo com todo mundo, estou muito orgulhoso”, destacou ainda Rogério Bonato.  

A homenagem foi proposta pelo vereador Marcio Rosa (PSD). O evento reuniu diversos empresários, autoridades do município, amigos e parlamentares.  

Ao receber o título, Bonato agradeceu ainda à Câmara de Vereadores pelo reconhecimento de sua trajetória e história em Foz do Iguaçu. 

O autor da menção, vereador Marcio Rosa, disse que a homenagem “é um reconhecimento merecido, a um profissional que se dedicou e trabalhou muito na área de comunicação do município”. 

A vereadora Nanci Rafagnin Andreola (PDT) destacou a importância do gesto público. “Acho que a cidade deveria explorar mais pessoas como o Bonato, com a criatividade e competência dele”. 

Documentário – Na cerimônia, foi exibido um vídeo-documentário com o depoimento de vários amigos e colegas de profissão de Bonato, que relataram a participação em momentos da história do jornalista. 

Gravaram a mensagem os jornalistas Airton José, Adelino Souza, Paulo Rigotti, Cláudio Benetta, além do professor universitário, Adilson Pasini. 

O vice-prefeito Nilton Bobato, representando o Poder Executivo, relatou que “conheci o Rogério Bonato em 1985 na TV Naipi, que ele ajudou a fundar, e depois voltamos a trabalhar juntos em 1997. Ele é um grande artista e escritor, muito importante da sua vida e desta homenagem”. 

História - Bonato é natural de São Paulo, chegou a Foz do Iguaçu em 1980, dedicou a vida às artes e à área de Comunicação. Ele também é escritor, artista gráfico e plástico, produtor cultural e cineasta. Na Terra das Cataratas, ele participou da Rádio Cultura; Rádio 97,7; foi repórter da TV Tarobá (sucursal de Foz), sendo correspondente para o noticiário da TV Bandeirantes. Em 1984 participou do lançamento “Diário da Cidade” e posteriormente auxiliou na implementação da TV Naipi. A direção geral do Jornal diário “A Gazeta do Iguaçu” esteve sob a condução de Rogério Bonato a partir de 2004.  

Em 2013, quando se ausentou do Jornal “Gazetinha” participou do núcleo de produção audiovisual da empresa Vision Art Produções, quando integrou a finalização do documentário “Música Caipira”.  

Em 2007, a convite do ex-Prefeito Paulo Mac Donald, Bonato assumiu o cargo de diretor-presidente da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu, quando atuou em algumas frentes como a Feira do Livro, Festival do Teatro, dentre outras ações para o desenvolvimento da cultura do município.  

Um tempo depois, após “A Gazeta do Iguaçu” voltou à posse do Empresário Ermínio Gatti e o jornalista voltou ao trabalho no periódico. Depois disso, Fábius Augusto Bonato abriu a “Gazeta News Empreendimentos” e chamou seu pai, Rogério Bonato, para auxiliá-lo, diante da experiência e conhecimento.