Witzel quer que ONU impeça exportação de armas para o Paraguai

Parana Divulga Sem categoria

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), disse neste domingo, 29, que irá ao Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para pedir que produtores de armas sejam proibidos de exportar esses produtos para Paraguai, Colômbia e Bolívia. A medida, defende Witzel, é para evitar que armas continuem a ser contrabandeadas para o Brasil. Ele usou a usar a palavra “retaliação” ao detalhar o que deveria ser feito contra esses três países. As informações são de Fernando Molica na Veja.

Em entrevista coletiva na área VIP do Rock in Rio, Witzel chegou a falar em fechamento de fronteira com o Paraguai. O governador disse já ter pedido o apoio do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, a essa iniciativa, mas ressaltou que irá à ONU mesmo se não tiver o respaldo do governo federal.

Wilson Witzel afirmou também que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, responsáveis pela investigação do tráfico internacional de armas e de drogas, estão “em débito” com a sociedade brasileira. Para ele, a oposição, que critica sua política de segurança, deveria também se engajar na luta contra esse tipo de contrabando.