Geral Paraná

Copel e Sanepar intensificam o trabalho para restabelecer o fornecimento de luz e água

O Governo do Estado, por meio da Copel e da Sanepar, trabalha para restabelecer o fornecimento de água e energia o mais breve possível em todo o Pa...

14/10/2021 18h20
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
© COPEL
© COPEL

De acordo com o boletim emitido pela Copel às 17 horas desta quinta-feira (14), equipes de emergência, manutenção e obras da companhia seguem em campo atuando na recomposição do fornecimento de energia. Dos 330 mil domicílios que chegaram a ter o fornecimento interrompido no Noroeste, 203 mil estão com os serviços regularizados.

Na região Oeste, as equipes concentram esforços na manutenção de 42 circuitos alimentadores de média tensão. Parte desses dispositivos abastece a totalidade dos municípios de Bela Vista da Caroba; Formosa do Oeste; Jesuítas; Pérola do Oeste; São José das Palmeiras; Terra Roxa; Tupãssi e Vera Cruz do Oeste. A região tem mais de 2,2 mil ocorrências para atendimento – estão sendo priorizadas as que atendem o abastecimento de água, hospitais e unidades de saúde.

O mesmo ocorre no Noroeste, onde há cerca de 1,6 mil ocorrências em razão do temporal. O fornecimento foi reestabelecido de forma integral em dez municípios. Agora, segundo a Copel, o trabalho está concentrado nas redes que abastecem Cafezal do Sul Francisco Alves, Mariluz, Moreira Sales e Porto Rico.

SERVIÇO -As equipes seguirão em campo ao longo da noite em ambas as regiões. A Copel reforça que, em dias de tempestades, deve-se manter distância de situações que possam oferecer riscos, como postes quebrados e fios rompidos.

A falta de luz pode ser comunicada pelo site e aplicativo, pelo telefone0800 51 00 116e pelo WhatsApp41 3013-8973. Há ainda a opção de enviar uma mensagem de texto (SMS) para o número28593, com as letras “SL” e o número da unidade consumidora.

ÁGUA –A quinta-feira amanheceu com o abastecimento de água prejudicado em vários sistemas da Sanepar, principalmente nas regiões Oeste e Noroeste do Estado. Como todos os processos da Sanepar dependem do fornecimento de energia, a produção de água ficou comprometida em várias cidades, como Capanema, Planalto, Santa Terezinha de Itaipu, Pérola do Oeste, Bela Vista da Caroba, Capanema, Planalto, Nova Laranjeiras, Quedas do Iguaçu, Grandes Rios, São Pedro do Ivaí e Cruzeiro do Iguaçu.

Na regional de Toledo estão sem energia e sem previsão de retorno os sistemas de Cafelândia e do distrito de Central Santa Cruz; Nova Aurora e o distrito de Marajó; Jesuítas e o distrito de Carajá; Iracema do Oeste; Formosa do Oeste; Assis Chateaubriand; Maripá; Palotina e o distrito de São Camilo; Terra Roxa; São Pedro do Iguaçu e os distritos de São Judas Tadeu e Luz Marina; Diamante do Oeste; São José das Palmeiras; São Miguel do Iguaçu e o distrito de São Jorge; Toledo; Vera Cruz do Oeste e o distrito de São Sebastião..

Na região de Cascavel os sistemas afetados são os de Santa Tereza do Oeste; Boa Vista da Aparecida; Iguatu; Corbélia; Anahy; Campo Bonito; Céu Azul, Ramilândia; os distritos de Rio do Salto e Juvinópolis, em Cascavel; Longuinópolis, em Braganey; Ibiracema, em Catanduvas; Ouro Verde do Piquiri, em Corbélia; e Barra Bonita, em Três Barras do Paraná.

Ainda no Oeste, os distritos de Caramuru, Jacutinga, Itavó e Santa Inês, do município de Itaipulândia; e os distritos de Flor da Serra e Vila Rural, em Serranópolis do Iguaçu; também estão prejudicados. No Sudoeste, o distrito de Antônio Paranhos, em São Jorge D'Oeste, também estão com o abastecimento comprometido pela falta de energia.

Já no Noroeste do Estado, os sistemas afetados são os de Umuarama, Cruzeiro do Oeste e o distrito de São Lourenço (em Cianorte), Querência do Norte, Porto Rico, Campo Mourão, Santa Cruz do Monte Castelo, Rancho Alegre, Rondon, Ubiratã, Tapira, Cidade Gaúcha, distrito Águas de Jurema (Iretama), Mato Rico, o distrito Alto São João (Roncador), distrito de Bandeirantes do Oeste (Quarto Centenário), Moreira Sales e o distrito de Paraná do Oeste; distrito de Jaracatiá (em Goioerê) e o distrito de Bredápolis, em Janiópolis.

Ainda na regional de Umuarama estão sem energia e sem previsão de retorno os sistemas de água Brasilândia do Sul, Alto Piquiri e seus distritos de Paulistânia e Mirante; Cafezal do Sul; Rondon e os distritos de Jangada e Guaiporã; São Manoel do Paraná, Francisco Alves e os distritos de Rio Bonito e Bairro Catarinense; Juranda; o distrito de Jardim Paredão, em Altônia; o distrito de Nova Santa Helena, em Iporã; e Paraíso do Norte.

TEMPORAIS - Segundo dados do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), o deslocamento de uma frente fria da Argentina e do Paraguai pelo mar, durante a madrugada, provocou instabilidade no Paraná, com temporais e ventos fortes entre as regiões Oeste e Noroeste. No município de Palotina, os ventos chegaram aos 101,5 km/h. Ventou forte também na região Norte.

Boletim divulgado no fim da tarde desta quinta informa a existência de alguma nebulosidade no Paraná, mas pouca chuva, apenas situação pontual. Os temporais migraram para as regiões de São Paulo e Minas Gerais.