Policial Fuga frustrada

Autoridades paraguaias frustram fuga do PCC

Blindado do exercíto fez a segurança no portão de entrada da penitenciária de Ciudad del Este.

30/12/2021 às 19h53
Por: Christian Rizzi
Compartilhe:
Autoridades paraguaias frustram fuga do PCC

Agentes penitenciários do Ministério da Justiça detectaram na quinta-feira 30, indícios de um túnel que estava sendo cavado no pavilhão onde ficam detidos integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital), na penitenciária de Ciudad del Este, interrompendo um plano de fuga que se iniciava.


A Ministra da Justiça, Cecilia Pérez, informou que na troca da guarda na manhã foi realizada uma fiscalização, com base em informações de inteligência manejadas pelas autoridades penitenciárias sobre um suposto plano de fuga do pavilhão do PCC.

“Com base nas informações disponíveis, eles entraram esta manhã e, inicialmente, foram encontrados sacos de areia em uma cela. Quando iam avançar em busca da boca do túnel, os presos começaram a criar conflitos para os quais a polícia teve que intervir. Finalmente, foi encontrada a boca do túnel, mas ainda está sendo verificada para determinar suas dimensões ”, disse o ministro Pérez.

Ele explicou que tanto os sacos de areia quanto a boca do túnel foram encontrados no pavilhão dos integrantes da organização criminosa brasileira Primeiro Comando da Capital (PCC), que fica ao lado da sede departamental da Polícia. “Para que este túnel funcione, deve passar por baixo de todas as dependências do Quartel da Polícia, por isso demoraria muito para terminar”, avaliou o ministro.

Pérez explicou que a penitenciária de Ciudad del Este, no departamento de Alto Paraná, fronteira com o Brasil, possui atualmente 1.300 internos.

Em relação às responsabilidades dos agentes penitenciários, o ministro frisou que foi a equipe actual que detectou e avisou sobre a possibilidade do plano de fuga. No entanto, ele reconheceu que deve ser aberta uma investigação para ver como esse ponto foi alcançado "porque muita areia que foi removida".

 

Durante toda a manha militares paraguaios fizeram a segurança na parte interna e externa do presídio. Um blindado do exercíto fez a segurança no portão de entrada da penitenciária de Ciudad del Este.