Prefeito de Cidade do Leste demite todos os agentes de trânsito

O prefeito de Cidade do Leste, Miguel Prieto, afastou nesta quinta-feira (19) todos os guardas municipais. Com a determinação, a cidade fica temporariamente sem agentes de trânsito.

Contra a determinação, os guardas municipais protestaram queimando pneus em frente a seda da Polícia de Trânsito. Ao todo, 60 agentes foram afastados das funções.

O diretor de trânsito, Alberto Espinoza, explicou que a decisão tem objetivo de sanear a área, sendo que os agentes não recuperaram a confiança perante a população. A medida foi tomada após várias denúncias sobre cobrança de propina dos guardas à motoristas que atravessam a fronteira com o Brasil.

O setor de Recursos Humanos do Município iniciou o processo de exoneração dos agentes municipais e aguarda a apresentação de novos funcionários, que já realizavam a capacitação para o trabalho.

A sindicalista Castorina Molinas, questionou a decisão de Prieto e ressaltou que os agentes foram demitidos sem justa causa. O advogado dos guardas municipais, Raúl Maizares, anunciou que pedirá uma medida cautelar para a reecorporação imediata dos agentes, que possuem estabilidade de trabalho. Maizares informou ainda, que irá denunciar o caso a Justiça.