Vereadores pedem o uso de Cloroquina e Hidroxicloroquina para pacientes com covid em Foz do Iguaçu

Os vereadores de Foz do Iguaçu aprovaram, na sessão desta terça-feira (07), requerimento (244/2020) de autoria do vereador Luiz Queiroga (PTB), que solicita ao Prefeito informações sobre os protocolos para tratamento medicamentoso de pacientes com Covid-19 e profilaxia dos contactantes, aplicados no Hospital Municipal Padre Germano Lauck.

A proposição, que tem assinatura de todos os vereadores, pede informações quanto aos protocolos para tratamento precoce com cloroquina e hidroxicloroquina de pacientes. (NOTA DA REDAÇÃO: a Organização Mundial da Saúde alerta para a falta de evidências conclusivas de que tais medicamentos sejam eficazes contra o novo coronavírus)

Conforme a justificativa do requerimento, “considerando a atual situação, onde o problema não é apenas de falta de leitos mas, sobretudo, de equipes especializadas para trabalhar nestes leitos, é imprescindível buscar soluções que possam evitar a progressão da doença, poupar os internamentos (que duram em média 15 dias na UTI), diminuir o risco de colapso no do sistema de saúde e principalmente, impedir a crescente perda de vidas em nosso município”.

O requerimento cita algumas cidades que comentaram ter tido experiências com a medicação, entre elas, Porto Feliz (SP) e Floriano (PI).

Além disso, a proposição expõe a divulgação do Ministério da Saúde, de maio de 2020, que abordou diretrizes para ampliar o acesso de pacientes com covid-19 nos primeiros dias de sintomas. A proposição foi aprovada e segue para resposta do Poder Executivo.

O requerimento cita algumas cidades que comentaram ter tido experiências com a medicação, entre elas, Porto Feliz (SP) e Floriano (PI).

Além disso, a proposição expõe a divulgação do Ministério da Saúde, de maio de 2020, que abordou diretrizes para ampliar o acesso de pacientes com covid-19 nos primeiros dias de sintomas. A proposição foi aprovada e segue para resposta do Poder Executivo.

Por RCI, com Câmara Municipal.